Você já procurou um amigo ou alguém de confiança para pedir um conselho e a situação acabou por não terminar bem, mesmo ele sendo muito sábio? Frequentemente isto acontece porque existem elementos no problema que não são plenamente conhecidos por aquele que aconselha. Imagine se você tivesse um conselheiro que sempre te desse o conselho certo porque ele conhece absolutamente tudo – todas as variáveis do futuro, como as suas decisões irão impactar as pessoas que ama e, sobretudo como irão impactar você.

E, se algum de vós tem falta de sabedoria, peça-a a Deus, que a todos dá liberalmente, e o não lança em rosto, e ser-lhe-á dada. (Tiago 1:5)

Quando voltamos a Deus por conselhos, recebemos exatamente isto – um conselheiro que possui acesso a todas as informações, não importa quão insignificante, para que possamos tomar a decisão certa, uma decisão perfeita.

Thomas S. Monson é o presidente e profeta de A Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias, seus membros são chamados às vezes de Mórmons. Ele frequentemente compara os conselhos de Deus a um farol. Os faróis são construídos para proteger os navios dos perigos existentes, mas que são difíceis de se ver pelos marinheiros. O farol ilumina o caminho, fazendo com que os obstáculos sejam visíveis protegendo assim os marinheiros.

Em um artigo chamado “Crer, Obedecer e Perseverar” (Liahona, maio de 2012) o Presidente Monson ressalta as três maneiras pelas quais podemos usar o “farol do Senhor” para nos proteger. Podemos usar a Sua sabedoria e o Seu conhecimento perfeito para nos guiar em nossos caminhos imperfeitos.

Ele pediu as moças, as quais estava se dirigindo, que acreditassem no fato de que eram filhas de Deus, que Ele as amava, e que as tinha enviado a terra para um proposito glorioso – receber a Sua exaltação. Ele deseja que vençamos nossos desafios e vivamos a altura de nossas possibilidades. Ele deseja nos ajudar se estivermos dispostos a pedir.

O segundo passo dado pelo presidente Monson é obedecer . Para os jovens, isto significa obedecer aos seus pais assim como ao evangelho. Para todos nós, os mandamentos são uma proteção contra o perigo. Eles não nos foram dados como sugestões ou para fazer nossa vida mais difícil ou menos divertida. Eles nos foram dados para nos manter protegidos, para nos tornar mais como Cristo, e nos ajudar a retornar a Deus porque somos dignos de Sua presença.

Presidente Monson contou sobre uma jovem que cedeu a pressão do grupo. Ela desejava ir até a casa de um colega onde haveria álcool e um comportamento imoral. Como sabia que seus pais não permitiriam que ela fosse, ela pediu que seus amigos a pegassem em uma reunião semanal na igreja. O que ela não sabia era que a sua professora  estava preocupada com as mudanças que estavam ocorrendo em seu comportamento e sua falta de comprometimento com o Pai Celestial. Naquela mesma noite, a professora recebeu inspiração de Deus para que mudasse o tema de sua aula e falasse sobre os padrões. A moça, a principio, estava mais interessada a focar de olho no relógio para não perder a carona de seus amigos, mas então ela começou a prestar atenção a aula e sentiu que o Espirito Santo a estava avisando dos perigos que suas escolhas estavam criando. Ela ignorou a buzina do carro de seus amigos quando eles chegaram, ficou na aula e depois que esta terminou para falar com a professora a respeito do impacto que a lição teve nela. A moça foi abandonada pelos seus amigos quando ela os informou que não havia mais interesse em seguir aquele estilo de vida, mas logo depois, ela encontrou amigos verdadeiros que compartilharam seu desejo de proteção espiritual.

A terceira recomendação feita pelo presidente Monson foi de perseverar. Ele definiu a perseverança como suportar com coragem.

Conversei, ao longo dos anos, com muitas pessoas que me disseram: “Tenho tantos problemas, tantas preocupações sérias. Estou sobrecarregado com os desafios da vida. O que posso fazer?” Eu lhes dei, como agora lhes dou, esta sugestão específica: busquem auxílio celeste um dia por vez. A vida a longo prazo é árdua, mas a curto prazo é fácil. Todos podemos ser fiéis por um único dia — e depois por mais um, e mais outro depois daquele — até que tenhamos vivido uma vida inteira guiados pelo Espírito, uma vida inteira próximos do Senhor, uma vida inteira de boas ações e de retidão. O Salvador prometeu: “Confiai em mim e perseverai até o fim e vivereis; porque àquele que perseverar até o fim, darei vida eterna”

Quando aprendemos a confiar no perfeito conhecimento de Deus, podemos enfrentar a vida com mais confiança e menos medo. Podemos nos voltar a Ele por conselhos e saberemos que receberemos as respostas de alguém que tudo conhece.  Estamos indo para frente, sabendo que apesar de não ser capaz de ver muito à frente, o nosso guia tem a visão perfeita. O farol do Senhor é uma luz perfeita para a nossa jornada pela vida.

Recursos Adicionais

Leia o discurso do Presidente Monson clicando aqui.

Copyright © 2017 Thomas S. Monson. Todos os direitos reservados.
Esta página web não pertence nem é afiliada a Igreja de Jesus Cristo dos Santos dos Últimos Dias (algumas vezes também chamada de Igreja Mórmon ou Igreja SUD). Os pontos de vista expressos pelos usuários são de responsabilidade dos mesmos e não representam necessariamente a posição da Igreja. Para acessar os sites oficiais da Igreja visite: LDS.org ou Mormon.org.

Pin It on Pinterest

Share This

Share This

Share this post with your friends!